Médicos sem Fronteiras!

Médicos sem Fronteiras!
Médicos sem Fronteiras! Doe 30 reais por mês...

Canal do Gaaia no youtube!

Loading...

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Tranqüilamente o um e o dois.


             Tranqüilamente o um e o dois.
Durante o dia a dia escuto conversar que me deixam cada vez mais preocupado com o meio ambiente em geral; digo em geral porque vai da preservação da água doce das nascentes, arroios e rios até a preservação da flora e da fauna que beira à extinção; também uma produção agrícola sem preocupação com os resíduos tóxicos, aplicado excessivamente em lavouras, um desmatamento fora da lei que avança além dos limites impostos; invadindo leitos de rios, nascentes e encostas.
Vejam  alguns reclamarem que este ou aquele político se for eleito; produtores  rurais não poderão cortar nenhum galho de arvore  que  serão logo autuados por órgão ambientais fiscalizadores. Dito isso fico refletindo qual seria realmente a vontade de todos, para pararmos com essas desavenças entre a PRESERVAÇÃO e a PRODUÇÃO. Um dia todos terão que entrar em um consenso; é certo que não terá nenhum apoio de políticos que tiram proveito desta situação, assustando os pequenos agricultores, para se elegerem a custa do medo. A agricultura será sempre à que sustentará nosso País. O produtor terá que ter confiança na preservação, e que ela não é um bicho de sete cabeças, e sim uma segurança nossa. Segurança essa que com estudos nos ajudará  à  produzir e termos água doce por mais tempo no nosso planeta. Pense e reflita!
Como não ficarmos preocupados com o MEIO AMBIENTE? Se aqui em Candelária jogamos todo o esgoto da cidade direto no Rio Pardo; nós todos vamos tranquilamente no banheiro, fazemos tranquilamente o um e o dois, nos limpamos e ‘’cabum’’ puxamos a descarga e nos livramos de tudo. Será que nos livramos mesmo?  Podemos estar comendo arroz fertilizado por nós mesmos; não é? Pensem um pouco!
Tudo isso acontece em pequena quantidade, mas com o crescimento da população isso irá aumentar até um ponto, que não dará para suportar tanta poluição. Temos que nos mexer antes, cobrando dos órgãos públicos, políticos e todos que detém o poder tanto para fazer quanto para punir.
Também aqui em Candelária a água que é tratada pela Corsan, poderia ser mais limpa, mas temos vários arroios que alimentam o Rio Pardo, com água de lavouras contendo resíduos de agrotóxicos, pocilgas que despejam seus dejetos diretos nos arroios, também são jogados animais mortos e lixo; só nos damos conta quando a Praia Carlos Larger fica imprópria para o banho, imagina para o consumo humano, devem gastar uma boa quantidade de produtos químicos para torná-la potável outra vez.
Sonhamos com um pensamento unificado no futuro, para mantermos nosso Planeta habitável, só temos que deixar à arrogância, o orgulho e a ganância de lado; e substituir por um sentimento honesto para com o próximo e o meio onde vivemos.
Marcelo Coimbra da Silva/coordenador.    Grupo GAAIA Candelária – RS.